Informações Turísticas - Ambiental

Cachoeira dos Cristais
É uma linda área de formação rochosa, rodeada por vegetação de cerrado. Tem duas quedas principais, com altitude média de dois metros cada. Possui diversos filetes e poços d´água, além de um poço natural, ideal para banho e descanso.
Cachoeira Sentinela
Águas límpidas, pequenas quedas d’água e piscinas naturais formam a praia da Sentinela, onde a temperatura é sempre abaixo de 20° C. Para completar a paisagem, uma extensa área de areia alva se localiza à frente desse atrativo. Em seu entorno, observam-se a vegetação de cerrado, entremeada por formações rochosas, e filetes de água ao longo da extensão. Inscrições e pinturas rupestres podem ser encontradas nas pedras desse local.
Parque Estadual do Biribirí
Está inserido no complexo da Serra do Espinhaço. A Vila Biribiri, inserida na área do parque, tem importante registro na história da indústria têxtil mineira. Foi nessa área que funcionou a fábrica de tecidos, criada pelo Bispo Dom João Antônio dos Santos, em 1876, uma das primeiras comunidades fabris do estado. As pessoas que passam por Biribiri se encantam, não somente por seu casario, mas, principalmente pelas paisagens de beleza cênica, com seus rios de leitos de pedras, formando cachoeiras e atravessando campos. A área abriga várias nascentes e cursos d'água: o Rio Biribiri, que moveu as turbinas da hidrelétrica geradora da força motriz da fábrica de tecidos; o Rio Pinheiros e diversos córregos, sendo os mais famosos o Sentinela e o Cristais. Os descendentes dos proprietários da fábrica contam histórias sobre os suntuosos degraus da Cachoeira dos Cristais, cujas rochas teriam sido cortadas com talhadeiras pelos proprietários da época, à procura de diamantes. Hoje, a Vila Biribiri é um centro cultural e histórico. A cobertura vegetal nativa é composta por Cerrado, Campos Rupestres e Matas de Galeria. Podem ser encontradas diversas espécies da fauna, muitas delas ameaçadas de extinção, como o lobo-guará e a onça-parda ou suçuarana.
Parque Estadual do Itambé
O Parque possui riquezas naturais como cachoeiras, cursos d'água e vegetação única. Abrange em seus domínios várias nascentes e cabeceiras de rios das bacias do Jequitinhonha e Doce. No Parque situa-se o Pico do Itambé, com seus 2.002 metros, um dos marcos referenciais do Estado.Campos rupestres de altitude e cerrado compõem a cobertura vegetal nativa do Parque. Nos fundos de vales ocorrem manchas de solos de aluvião, de maior fertilidade, sobre os quais se desenvolve exuberante mata pluvial altimontana, onde podem ser encontradas espécies como o pau-d'óleo, a sucupira, o ipê, o cedro, o jatobá, o ingá e a candeia, entre outras. Nos campos de altitude, ocorrem espécies raras e endêmicas de orquídeas.Uma fauna bastante rica relaciona-se com a diversidade florística e com os recursos hídricos. Dentre os animais, constantes da lista oficial de animais ameaçados de extinção, destacam-se a onça-parda e o lobo-guará.
Parque Estadual do Rio Preto
Está localizado no município de São Gonçalo do Rio Preto, distante 70 Km de Diamantina. Foi o primeiro a receber o marco de referência da Estrada Real, que vai de Parati (RJ) até Diamantina. A história da unidade de conservação está ligada às lendas e mitos dessa antiga área de mineração. Na área, segundo relatos, escondiam-se escravos fugidos que conheciam bem suas matas e rochas por haverem trabalhado na construção da Estrada Real. Muitos conseguiram se safar das perseguições dos capitães-do-mato e se juntar a quilombos no interior da Bahia.
Gruta do Salitre
Para muitos, o cenário da Gruta do Salitre é encantador. No local já foram gravadas diversas novelas, entre elas Chica da Silva. Logo na chegada, é possível apreciar um paredão que lembra um castelo medieval. Para acessar a entrada da gruta, é preciso passar por uma abertura vertical de aproximadamente 10 metros de largura por 30 metros de comprimento e 80 metros de altura.A partir daí, o visitante desce uma escada de 15 degraus e vai ao encontro de um grande salão semi-fechado, onde há presença de rochas e árvores. Dali, a imagem que se tem é de estar em um anfiteatro. A Gruta do Salitre é formada por rochas quartzíticas. Para conhecer as belezas dessa gruta é necessário programar uma visita com condutores especializados. É recomendável para uma boa exploração do lugar o uso de cordas, lanternas, roupas leves e calçados de solado antiderrapante.
Parque Nacional das Sempre Vivas
O Parque Nacional das Sempre-Vivas está situado em uma região rica em água, com cachoeiras e que se caracteriza pela existência de matas de galeria e campos de altitude, localizadas na Serra do Espinhaço. Seu nome refere-se às variadas espécies de “sempre-vivas”, que são pequenas flores típicas que só são encontradas nesta região.